Sexy no Carnaval: o que vestir no Carnaval 2020

sexy no Carnaval

Ser sexy no Carnaval foi algo que me apeteceu durante alguns anos. As festas de Carnaval pareciam uma oportunidade tão boa como outras noites para tentar aparecer deslumbrante. Hoje em dia, já não me apetece tanto aparecer deslumbrante. Queria só um fato giro. Só que não há. As mulheres têm uma escolha no Carnaval: ser sexy ou ser sexy.

Ter de ser sexy no Carnaval

Há uns anos, eu e o meu marido fomos mascarados de cozinheiros para a festa de família. Não foi propositado, aconteceu. Ou seja, foi o que encontrei, sob pressão, à última da hora sem ser muito caro.

Não é que não haja disfarces que fiquem bem em casal. Por exemplo, estou há anos para nos tentar mascarar de Ambrósio e senhora dos Ferrero Rocher, mas falta-me sempre o fato completo e chapéu amarelo. Mas cozinheiro nem é um desses casos. Nem nós somos daqueles casais que andam sempre a condizer.

O fato dele correspondia à ideia que temos de como se vestiria um cozinheiro nos desenhos animados sobre cozinheiros: calças às riscas, bata branca, chapéu em forma de cogumelo.

O meu fato era um vestido curto branco, com um chapéuzinho a condizer. Tenho quase a certeza de que as cozinheiras não se vestem assim.

Para piorar, a fotografia da embalagem mostrava uma modelo com umas collants de rede, sapatos de salto alto e cabelos pintados de encarnado. Fazia lembrar uma daquelas senhoras daqueles anúncios para pessoas que querem ter relações extra-conjugais.

Sexy no Carnaval: a opção das mulheres

É muito difícil encontrar fatos de Carnaval para mulher que não sejam a querer ser sexy.

Fui pesquisar e eis alguns dos que encontrei: bombeira sexy, freira sexy, abelha sexy. Vamos só parar uns segundos para tentar conceber estes conceitos.

And we’re back.

Há de tudo. Tentando sistematizar por categorias de disfarces de Carnaval, temos o seguinte:

  • Heroínas de histórias infantis sexy (Alice, Branca de Neve, Minnie)
  • Vilãs de histórias infantis sexy (Cruella, Rainha de Copas – a sério, também não queria acreditar)
  • Profissões sexy (árbitra, polícia, empregada doméstica)
  • Fatos regionais sexy (holandesa, sevilhana, tirolesa)
  • Ocupações, chamemos-lhes assim, sexy (presidiária, pirata, donzela)
  • Trajes de época sexy (mulher das cavernas, boneca Vitoriana, Maria Antonieta)
  • Animais sexy (leão, gato, unicórnio conta?)
  • Até os zombies e os vampiros e as freiras têm de ser sexy
  • Emoticons sexy

O céu é o limite.

Alguns casos eu percebo, há disfarces em que é suposto ser sexy ou então ser exactamente o contrário de sexy porque tem piada. Por exemplo, se for para ir de Jessica Rabit ou de coelhinha da Playboy, tem de se ir super sensual ou então mesmo muito pouco atraente. Um homem de barba disfarçado de Marylin Monroe tem graça por isso.

Mas se quiser mascarar-me de girafa, tenho de ser uma girafa sexy? E o que é que isso significa ao certo? Saltos altos, um body justo com uma cauda pendurada e collants com ligas? Uma girafa de eye liner porquê?

Infelizmente, tenho mais perguntas do que respostas.

Fatos de Carnaval para homem

Não preciso de realçar que os fatos masculinos não são todos sexy. Aliás, quase nenhum é.

Os fatos de Carnaval para homem dividem-se entre:

  • Os que são, digamos, normais: piloto normal, toureiro normal, super-herói normal, psicopata normal – 98% das opções disponíveis.
  • Uma minoria são a dar para o ordinarote, mas precisamente por isso acabam por não ser nada sexy. (percebem o que quero dizer?)

Alternativas a ser sexy no Carnaval

Confesso que o preconceito se estende a mim própria, o que é o mais grave. Nunca me vão apanhar vestida de palhaça sexy, seja lá o que isso for. Mas às vezes vejo uns fatos tão matrafões tão matrafões que nem me apetece pegar neles.

A questão é a seguinte: não haverá algo intermédio entre enfermeira sexy e enfermeira matrafona? Tipo enfermeira gira e com pinta que se veste com roupas elegantes para o seu corpo e é uma profissional competente que inspira confiança? Tem de haver. (Será que é mais caro fazer fatos desses? É isso?)

Tanto quanto vejo, a única alternativa aos fatos sexy de mulher é um fato de “mascote”, que é basicamente ir coberta de peluche sem ter sequer os olhos à vista. Como a Popota, só que sem o glamour. Ou então de bruxa. Enough said.

(retiro o que disse, porque acabei de fazer uma breve pesquisa e apareceu “bruxa colegial” – que mundo é este?)

Conclusão

Quem quer ir sexy no Carnaval deve fazê-lo. E quem não quer ter de ser sexy todos os Carnavais também devia ter opções razoáveis. Aqui fica uma ideia de negócio para os mais empreendedores. Eu comprava.

Cansei de ser sexy.


E tu? Que fatos sexy mais ridículos já encontraste por aí?

Também te pode interessar:

Um introvertido vai a um casamento: sobre sobrevivência

9 coisas que a mãe do Ruca faz e eu não consigo

Também podes gostar

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.