Setembro é o outro Janeiro e como aproveitar este mês

setembro é o outro janeiro

Setembro é altura de comprar material escolar, mesmo quem já não estuda nem sequer um manual de instruções da máquina de waffles. Pensei escrever “Setembro é o novo Janeiro”. Soa engraçado. Mas não queria desvirtuar totalmente Janeiro, que também tem os seus méritos. Por isso, digamos antes que Setembro é o outro Janeiro.

Acho que muitas de nós, mesmo aquelas que não se pautam por um ano de trabalho que começa em Setembro, sentem um recomeço. Sobretudo quando há um período de férias pelo meio, com quebra das rotinas.

Aprender a aproveitar a energia deste mês é uma boa forma de tomar consciência dos teus objectivos e resoluções. E reajustar aquilo que os primeiros oito meses do ano já te mostraram.

Por que Setembro é o outro Janeiro

As resoluções de ano novo são tipicamente definidas em Janeiro. É literalmente o início do ano. No entanto, para a maior parte de nós, a vida e o dia-a-dia pouco mudam. É só mesmo o calendário.

Para além disto, Janeiro pode ser um dos meses mais deprimentes do ano. Repara: é logo a seguir ao Natal e a todas as boas vontades e mimos e indulgências da época. Se calhar, estás fora de forma, com pouco dinheiro e lá fora não pára de chover. Os dias são curtos.

Life starts all over again when it gets crisp in the fall.

F. Scott Fitzgerald

Claro que podemos (e devemos!) reagir a isto. O objectivo não é que desperdices Janeiro. Mas tudo isto para dizer que Setembro reune várias vantagens em termos de mindset. Junta-se a isto o facto de, nas férias de Verão, teres quebrado a maior parte das rotinas e vieres (relativamente) satisfeita e descansada. E então estás no ponto. É o “efeito Setembro”.

Resumo de seguida algumas razões pelas quais Setembro é o outro Janeiro:

  • Habituaste-te a encarar Setembro como o mês de regresso às aulas. O teu cérebro esteve anos e anos, desde muito nova, a ser programado para encarar Setembro como um novo início, com novos desafios. E para usar as semanas anteriores como preparação.
  • Até há quem diga que como, historicamente, o Outono era uma altura de trabalho e de preparação para o Inverno, isso pode ter ficado também marcado no nosso cérebro.
  • O início de Janeiro é uma péssima altura para definires resoluções e sobretudo para te atirares a elas. Estás com níveis de energia baixos, o Inverno acabou de começar (no hemisfério norte, claro) e é muito provável que tenhas sido demasiado indulgente no Natal e festas.
  • Estás mais descansada e a tua cabeça teve tempo para pensar de forma mais profunda sobre desejos e objectivos.
  • Ainda tens alguns meses até ao final do ano, o que dá aquela sensação de “bora lá, agora é que é”. É um novo recomeço, com um prazo à vista e em que podes conseguir algo (vs estar em Janeiro a encarar os 12 meses seguintes).
  • Não existe toda a pressão social associada ao dia 1 de Janeiro para definir objectivos específicos.

(Eu, que agarro qualquer pretexto para fazer listas, defino resoluções para o ano em Janeiro, no dia 1, num diário novo. Mas também revejo prioridades e faço mudanças em Setembro. Whatever works!)

Não te esqueças que nem toda a gente se sente energizada no regresso à rotina. Por isso, é importante ter em conta o teu estado de espírito neste momento. Não te vás pôr a criar resoluções só porque eu digo, vai ao teu ritmo.

Setembro é o outro Janeiro: como aproveitar este mês

Aqui ficam algumas dicas que me ajudam a aproveitar melhor a sensação de possibilidades vastas que acompanha o mês de Setembro.

Revê as resoluções de Ano Novo

Aproveita este novo começo para pensar nos objectivos a que te tinhas proposto em Janeiro. Quais tens conseguido manter? Quais correram pior? Quais faz sentido manter ou rever? Define também prioridades, porque estamos a pensar num horizonte de 3-4 meses e não vai dar para mudar a tua vida toda.

Escreve as tuas resoluções

Escreve. Eu digo sempre isto, mas de preferência num papel. É muito diferente de teres uma vaga ideia do que queres. Até porque, muitas vezes, essas “vagas ideias” nem são tuas, foi alguma publicação no Instagram ou anúncio de revista ou comentário de uma conhecida. Ao escreveres és obrigada a pensar melhor no que realmente queres.

Aproveita a energia das férias

É provável que estejas nesta fase com as baterias recarregadas. Aproveita para aplicares essa energia nas tuas prioridades. Está estudado que é mais fácil mudar hábitos numa fase de transição (neste caso, as férias).

Livra-te do que está a mais

Nada melhor do que recomeçar livre e leve. E as mudanças de ciclo, de estação e de mentalidade, pedem isso mesmo. Dependendo dos teus objectivos, é quase certo que encontres coisas de que já não precisas: roupas, móveis, pessoas, pensamentos. Seja o que for, tangível ou intangível, é mais fácil tentar despachar os apêndices agora do que em Novembro. Boa sorte!


.


E tu? Também sentes que Setembro é o outro Janeiro?


Também te pode interessar

Regresso ao trabalho depois das férias: como sobreviver

7 formas super simples de investir em ti própria aos 30

7 hábitos que distinguem as miúdas das mulheres

Também podes gostar

2 comments

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.