As melhores coisas que podemos aprender com a Tina Fey

Tina Fey breakfast

Tina Fey não é um nome de reconhecimento imediato em Portugal. Mas devia. É uma das mulheres que me parece mais inteligente e mais engraçada e se vir que há uma entrevista com ela no Youtube vou clicar.

Para quem não conhece, é uma humorista americana, que foi headwriter do Saturday Night Live, escreveu e protagonizou vários filmes (talvez o mais conhecido seja o Mean Girls), criou vários sitcoms.

Bossypants, as memórias da Tina Fey

Bossypants é um livro de memórias que pode causa lágrimas de riso. Li algures uma crítica em que diziam que ela se tinha escudado no humor para não ir tão ao fundo da parte pessoal. Que era quase um programa de sketches só que em livro. Talvez seja verdade. Talvez eu esteja solidária. Mas o que interessa é que o livro é bom. É um livro de humor que faz rir, ou seja, é um livro que funciona.

E, lá no meio do humor todo, ainda se encontram algumas pérolas de razão. Ou vislumbres dos dilemas por que a maior parte das mulheres passa. Por exemplo, quando ela pondera se deve ter um segundo filho já perto dos 40 correndo o risco de estragar a sua melhor fase de carreira.

A minha parte preferida: quando ela responde por escrito às críticas abrutalhadas daqueles trolls da internet. Está maravilhoso.

A melhor resposta

A Tina Fey deu esta resposta numa entrevista de promoção de um dos seus filmes.

Pergunta:

Eat breakfast or skip breakfast?

Resposta:

Eat breakfast. Then when you get to work pretend that you have not eaten breakfast and request a second breakfast.

Tina Fey

É este o tipo de génio com que estamos a lidar. Não dá para errar com a Tina Fey.


Também te pode interessar:

As melhores comédias românticas para mulheres modernas

Marley e Eu: o melhor filme sobre o casamento com filhos?

Também podes gostar

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.