5 benefícios do exercício físico para além da aparência

benefícios do exercício físico

Por esta altura, de certeza que já estás farta de ouvir falar dos benefícios do exercício físico. E eu também. Se calhar, já nem abres artigos destes. Mas se gostavas de encontrar motivação para treinar e só a celulite já não chega para fazeres o esforço, este artigo é para ti.

É verdade que, se fizeres exercício regularmente, é mais provável teres bom aspecto do que se fores uma coach potato (adoro esta imagem). E quem não quer melhorar a aparência? Mas às vezes já não chega. Precisas de outra motivação, ou de várias. Precisas de pôr a carne toda no assador, salvo seja.

Fui atleta federada durante muitos anos e no meu subconsciente é como se ainda fosse. É um bocado ridículo. Quando me perguntam na medicina do trabalho quantas vezes faço desporto por semana, tenho de fazer uma pausa antes de responder a verdade: cerca de zero vezes. Em média.

Por isso, tenho andado a reunir argumentos cada vez mais persuasivos para me convencer a mexer o rabo.

Os benefícios do exercício físico

Há uns tempos comentei com um colega meu do escritório que passamos demasiado tempo sentados. E que tinha lido algures que o sedentarismo era a maior doença do século XXI. Ele achou que eu estava a ser dramática e eu não tinha números para lhe atirar à cara. E depois fomos todos almoçar. Sentados, claro.

O que eu sei é que quando passo um dia inteiro sentada ao computador sinto-me mal. Sinto-me torta, velha, sem força muscular. Sinto que não tratei bem o meu corpo. E sabe-se lá o que ele sente.

Sabes aquela sensação de “não me apetece fazer mas apetece-me já ter feito”? É a minha história com o exercício. Se alguém filmasse a minha cara quando vou ao ginásio, é uma cara de poucos amigos, no mínimo. Não é agradável. Jogar voleibol era giro. Era um jogo. Mas treinar também não era propriamente agradável.

Não sei se é da idade ou do feitio, mas hoje em dia nem sempre encontro motivação para treinar apenas na minha aparência. Há dias em que pensar que o fato-de-banho me vai assentar melhor se for treinar, não é suficiente para me levantar da cadeira. Mas se me convencer de que vou ficar menos ansiosa, com melhor memória e mais confiante, talvez me levante sim.

Os benefícios do exercício físico são transformadores e podíamos ler várias teses de mestrado sobre isso. Mas retém esta ideia: vão muito para além do que vês ao espelho.

5 benefícios do exercício físico para além da aparência

Por isso, se te puder ajudar, deixo aqui 5 benefícios do exercício físico que transformam a tua vida.

1. Deixa-te mais bem disposta

É a ciência, OK? Fazer exercício liberta hormonas associadas ao prazer e felicidade. Ou seja, se fores dar uma corrida, ou andar de bicicleta ou dar umas braçadas, há processos químicos a ocorrer no teu cérebro que te fazem sentir mais satisfeita.

Isto depois traduz-se em tudo. És mais empática ou simpática ou ambos, tens mais paciência, as tuas relações com outras pessoas melhoram, por exemplo. Já estás convencida?

Tive uma fase da minha vida em que ia nadar antes do trabalho. Quando chegava ao escritório, ia praticamente aos saltinhos, a dizer um “bom dia” quase cantado a toda a gente. O escritório até parecia mais bonito.

2. Ajuda a lidar com a ansiedade

Fazer exercício ajuda a lidar com a ansiedade e a gerir melhor o stress. Nem que fosse só por isto já valia a pena. A verdade é que a ansiedade passa-se dentro da tua cabeça e tudo o que te faça sair de lá de dentro, nem que seja por alguns minutos, ajuda muito.

É esse movimento que te liga ao presente e te liberta dos pensamentos. Consegues ligar-te ao mundo lá fora e perder aquele constante remoer que é totalmente auto-centrado. Tudo isto pode ser maximizado se conseguires que o exercício seja ao ar livre (em vez de, por exemplo, virada para o ecrã de um ginásio).

Há vários estudos sobre depressão em que os benefícios do exercício físico regular são comparados a alguns antidepressivos. Incrível, não é?

3. Aumenta a auto-confiança

Queres ser (ou parecer) mais confiante? Puxa pelo teu corpo. Nunca tinha pensado nisto até alguém comentar comigo há pouco tempo. Mas é verdade. Estar confiante também passa por te sentires bem no teu corpo. E para te sentires bem no teu corpo, trata-o bem e usa-o. Não o deixes habituar-se a estar todo curvado, como se não servisse para nada.

Até a tua postura melhora, o que também aumenta a auto-confiança. Pareces logo mais confiante e isso também passa ao teu cérebro a ideia de que és confiante. Como o Steve Martin gozou com a Tina Fey: “Olha para ti toda torta, como uma escritora, quase a pedir desculpa.”

Tem a ver também com ultrapassar obstáculos. Tirando alguns momentos, talvez numa aula de Zumba, é suposto treinares num ponto que puxe por ti. Estar a correr é estar a fazer um esforço. É natural sentires isso e o benefício também vem de continuar, apesar desse desconforto. O runners high vem depois da corrida, não é durante. Claro que, desde que o desconforto não possa sinalizar algum problema de saúde, atenção.

Quando estás a correr, há uma vozinha na tua cabeça a dizer, “Oh, estou cansada. O meu pulmão está quase a saltar. Dói-me tudo. Não consigo continuar.” Tu queres desistir. Se aprenderes a derrotar essa vozinha quando corres, ficas a saber como não desistir quando a vida se complica.

Will Smith (tradução minha)

4. O teu cérebro funciona melhor

Por onde começar? Está provado que um dos benefícios do exercício físico regular é que melhora a tua memória. Quem não precisa disto? Eu hoje em dia esqueço-me de tudo. Para além disso, ajuda-te a aprender melhor, aumenta a concentração, dá-te maior capacidade de tomar decisões.

E também permite às células do teu cérebro uma melhor reparação. Não sou cientista, mas basicamente, o exercício desacelera o envelhecimento do teu cérebro.

Também é uma forma de desbloquear a criatividade. Quantas vezes não tive uma ideia ou encontrei uma solução depois de me levantar e ir andar a pé. Outro dia li a Julia Cameron, num livro super interessante sobre o processo criativo, a referir-se ao exercício como forma de meditação. Meditação em movimento. Sim, é isso.

5. Dá-te energia

Não há chávena de café que me dê a energia que 20 minutos de exercício físico, mais ou menos intenso, me dão. Eu sei isto, mas às vezes não faço. E ainda por cima, dormes melhor.

Parece paradoxal, mas sim, a ciência comprova. Se o teu corpo se cansar durante o dia, dormes melhor. Basicamente é um esforço que torna o teu corpo mais eficiente. O sangue e o oxigénio circulam melhor. E reforça a ideia de que há um ciclo de actividade-descanso. Tudo bom.


.


E tu? Também sentes estes benefícios do exercício físico? O que é que mais te motiva para ir treinar?


Também te pode interessar:

Como lidar com a ansiedade aos trinta

Desenvolvimento pessoal: 50 ideias para te inspirar

Também podes gostar

2 comments

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.