Dezembro 2019: 1 coisa que descobri este mês

Dezembro 2019

Dezembro 2019 foi um mês calmo. Cheio de eventos e, talvez por isso, menos carregado de descobertas. Ou então, carregado de descobertas de que acabei por me esquecer no meio dos eventos. Ou então, carregado de descobertas subtis, embutidas nos momentos, que levam tempo a desvendar.

De qualquer forma, segue a principal coisa que descobri este mês.

O que descobri em Dezembro 2019

Talvez de tantas conversas com tanta gente uma coisa tenha ficado particularmente clara este mês. Todos andamos à procura. Estamos todos a improvisar isto a que chamamos viver. Há uns que o fazem com mais confiança, outros com mais transparência. Há uns que parecem estar mais avançados. O que quer que seja que isso significa. Também há uns que parecem professores, que podiam escrever livros sobre Como Viver. Outros parecem alunos repetentes, demasiado distraídos para evitar cair sempre nos mesmos erros. Há de tudo.

Mas na verdade, quanto mais falamos com outras pessoas, mais notamos. Passando aquele contacto inicial, aquele “então, o que tens feito?”. Aparece, mais ou menos explícita, uma nota, um desabafo, uma bazófia. Uma pista qualquer. De que do outro lado, lá no fundo onde interessa, está outro ser humano. Com toda a sua complexidade. Que também tem medo. Dúvidas. E que também está a espreitar para nós, a tentar ver se nós sabemos.

We are all in the gutter, but some of us are looking at the stars.

Oscar Wilde

Viva 2020!

Também podes gostar