Férias de Verão 2018: 5 coisas que quero fazer

férias de Verão summer holiday

Estou quase a começar as férias de Verão. O que para mim significa Algarve. E mar, família, passeios a pé na areia molhada, zero maquilhagem e havaianas.

É um momento tão desejado do ano que parte de mim só quer ir. Sem agenda nem relógio. Mas outra parte, a parte que gosta de fazer listas e que aproveita as pausas para reorganizar pensamentos, já definiu objectivos.

Seguem 5 coisas que me entusiasmam ao planear este período de férias de Verão.

Ler a biografia do Einstein escrita pelo Walter Isaacson

Há anos que ando para fazer isto. A figura do Einstein sempre me despertou grande curiosidade. Cada vez que leio uma citação dele lembro-me disto. Quando estava na licença de maternidade, a National Geographic passou uma série sobre a vida dele. Mas acabei por me distrair e não ver nenhum episódio completo.

Esta biografia em particular interessa-me porque já tinha lido a que Walter Isaacson escreveu sobre o Steve Jobs. E é um grande livro. Achei-o muito imparcial e muito completo. Ele apresenta todos os elementos para perceber o sujeito mas não emite juízos de valor. Quem tira as conclusões é o leitor. E escreve com interesse, o que ajuda. Juntando o biógrafo ao biografado, estou certa que vai ser uma leitura fascinante.

Tirar fotografias de férias em família

Qualquer coisa com a luz do final do dia e o mar ao fundo. Ficamos todos favorecidos. E são memórias que é sempre bom revisitar. Ainda por cima, é o primeiro Verão de olhinho aberto da bebé. A primeira vez que vai usar fatos de banho e experimentar o mar. E estamos todos juntos, relaxados, e mais para o fim até bronzeados.

Férias de Verão é comer peixe grelhado

Nem todos os restaurantes o fazem. Mas nós costumamos ir a um em que o peixe é pescado no próprio dia, não é congelado. E sabe muito bem. Tenho um livro do Sá Pessoa em que ele diz que um peixe que cheira a peixe já não é fresco. Para ser fresco tem de cheirar a mar. E é a isso que imagino que eles cheiram, antes de ser cozinhados. Depois sabem realmente a peixe, com azeite e legumes ou salada. Bliss.

Andar a pé à beira-mar

Todos os anos o faço. É o que mais gosto de fazer na praia. Mais do que estar deitada numa toalha a torrar. Mais do que bolas de Berlim e até mais do que mergulhos. Prefiro as caminhadas tranquilas, paralelamente ao mar, a recarregar baterias.

Pode parecer pateta (aliteração espontânea). Mas desde há muito tempo que acredito que os passos que dou naquela areia molhada, às vezes com a água a cobrir-me os pés, são a fonte de energia para o resto do ano. Não são só as pernas que se fortalecem, há qualquer fenómeno que ocorre na minha cabeça. Ou espírito.

Fazer Stand-up paddle

SUP para os amigos. Estou para experimentar há anos. Parece uma boa combinação de exercício e passeio. Mas tenho conseguido arranjar sempre desculpas. A água está muito fria. Hoje está vento. Este fato-de-banho não é o mais indicado. Estou gorda (não sei porquê mas isto às vezes é usado como desculpa para coisas). Gastar dinheiro nisto? É para turistas. Etc.

Depois é Inverno. E entre assoadelas de nariz vejo na revista Hola alguma das minhas celebridades preferidas a fazer paddle num mar plácido e esverdeado. Deste Verão não passa, penso eu.

Por isso, tal como nos últimos 3 anos, é um objetivo para as férias de Verão.

 

Estes são os meus planos. Quando voltar logo se vê o que cumpri, mas sabe bem partir com objectivos bons.

E a menina?

You may also like

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.